Aplicativo do Bolsa Família – Como Baixar

O aplicativo do Bolsa Família já foi baixado no país mais de 10 milhões de vezes. Tem um tamanho considerado pequeno (de 8,8 Mb), por isso não toma muito espaço do seu Smartphone. Além disso, traz muitas facilidades na busca por informações sobre o programa.

ANÚNCIO

É ideal para o beneficiário que quer consultar saldos, ou ver extrato de forma grátis! Então, ele pode ser bem útil no dia a dia. Então, aprender a baixar o aplicativo pode ser algo necessário para as pessoas que recebem o benefício. Assim não será preciso sair de casa para saber algumas informações básicas.

Aplicativo do Bolsa Família
Fonte: (Reprodução/internet)

Quer saber como fazer para baixar o aplicativo do Bolsa Família? Então fique por aqui e confira os tópicos que vai encontrar por aqui:

  • Como funciona o Bolsa Família;
  • Quais são os requisitos;
  • O que pode causar o bloqueio do benefício;
  • O que fazer se o Bolsa Família for cancelado;
  • Como funciona o aplicativo;
  • Qual é o atual valor. 

Como funciona o Bolsa Família

Não é novidade que o Bolsa Família é um benefício do governo federal. Há alguns anos vem atendendo diversas pessoas no país que vivem à margem de extrema pobreza. Entretanto, algumas condições são exigidas para o recebimento desse incentivo. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

Para receber o Bolsa, é necessário ter inscrição no Cadastro Único. CadÚnico é um sistema que o governo utiliza para credenciar a população em seus programas sociais. Da mesma forma, é necessário comprovar estado de pobreza ou extrema pobreza. Mas como é possível provar essa falta de recursos?

ANÚNCIO

Um representante precisa apresentar que a família comprova renda de no máximo R$ 100 por pessoa, no caso de extrema pobreza, e R$ 200 em pobreza. Outro fato que determina que alguém está apto para receber o Bolsa é ter criança ou adolescente entre 0 a 17 anos morando na mesma casa. 

O que precisa fazer para se manter regular

Além disso, existem outras regras que precisam ser seguidas. Caso tenha gestante na família, é necessário que a grávida faça as consultas de pré-natal de acordo com o calendário do Ministério da Saúde. Ainda, as mães precisam participar ativamente das iniciativas sobre alimentação saudável e amamentação. 

No caso de crianças, elas devem manter a vacinação atualizada. Enquanto as mulheres com idade entre 14 e 44 anos precisam ter o acompanhamento junto aos postos de saúde. O governo também fica de olho se as crianças e adolescentes estão frequentando a escola. 

A exigência é que a frequência escolar seja no mínimo de 85% para crianças e adolescentes com idade entre 6 e 25 anos. Para os adolescentes de 16 a 17, a exigência mínima é de 75%. É importante seguir à risca os requisitos, pois o descumprimento pode acarretar no cancelamento do benefício.

O que pode causar o cancelamento do Bolsa Família

Algumas pessoas são pegas de surpresa ao ver o cancelamento do seu Bolsa Família. Para evitar, separamos algumas instruções para serem levadas em consideração. Um dos maiores causadores do cancelamento do Bolsa Família é o cadastro desatualizado no CadÚnico. 

Fonte: (Reprodução/Internet)

A atualização do cadastro precisa acontecer de dois em dois anos. Ao fazer esse procedimento, os demais requisitos também são avaliados. O objetivo do governo é saber se o beneficiário continua em situação de pobreza ou extrema pobreza. Bem como, se está atendendo as demais condições. 

É comum que o governo envie um comunicado avisando que o período de atualização está se aproximando. Isso ocorre através de um extrato de atualização do benefício. Se o beneficiário não cumprir o prazo estipulado para fazer o procedimento, o saque é suspenso. 

Informações incorretas e saque não efetuado

Além dos demais causadores, prestar informações incorretas pode levar o bloqueio do benefício. Qualquer alteração dos dados do cadastro, como mudança de endereço, escola ou aumento da renda familiar, precisam ser atualizadas.  

Sem contar que o governo pode entender que o beneficiário está ocultando informações. Caso seja comprovada a existência de alguma fraude, o benefício pode ser bloqueado de forma definitiva. Quando isso acontece, dificilmente será possível conseguir a autorização novamente. 

Outro motivo que parece bobo é a falta de saque do benefício. Se ele não for realizado dentro de 90 dias, contando da data do pagamento, o inventivo é cancelado. Isso acontece porque o governo entende que o dinheiro não é necessário para determinada família. 

Bolsa Família cancelado – O que fazer?

Se o beneficiário falhou em alguma das situações descritas nos tópicos anteriores, a depender da situação, o cancelamento pode ser convertido. Será necessário se dirigir ao Centro de Referência de Assistência (CRAS) local, a fim de pedir uma reanálise o cadastro.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Para fazer a solicitação, é necessário portar os documentos baixo:

  • RG, declaração escolar ou certidão de nascimento para integrantes da família que sejam menores de 18 anos no ato do requerimento;
  • Título de Eleitor;
  • CPF;
  • Documento pessoal com foto;
  • Contracheque, caso algum membro da família tenha carteira assinada;
  • Extrato bancário atualizado do beneficiário de INSS, se tiver na família.

É válido informar que o CRAS não é a instituição responsável por fazer a análise do pedido. A única coisa que faz é acompanhar o pedido e fazer o encaminhamento para o Ministério da Cidadania, este sim é o órgão responsável pela avaliação. A partir disso, irá ponderar se o benefício pode ou não ser restabelecido. 

Como acompanhar o benefício 

Geralmente é bem simples saber que o Bolsa Família foi cancelado. Afinal, o pagamento deixa de acontecer. Todavia, pode conseguir acompanhar o cadastro por meio do Cadastro Único. A consulta pode ser feito nas plataformas do CadÚnico, podendo inclusive emitir o formulário da inscrição.

O que é o aplicativo Bolsa Família

O aplicativo do Bolsa Família foi criado em parceria com a Caixa Econômica Federal, pois ele é o banco responsável pelo pagamento dos benefícios sociais aqui no Brasil. Sobretudo, a ideia central é trazer ao cidadão brasileiro as informações sobre o programa sem que isso seja burocrático ou trabalhoso.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Portanto, ao baixar o aplicativo, o beneficiário tem na palma das mãos todas as informações, de forma gratuita e online. Com ele, dá para ter acesso ao calendário de pagamentos do bolsa família, saber a situação atual no programa (ativa ou com solicitação de recadastro), ver as últimas parcelas que foram disponibilizadas. 

Lembrando que o Bolsa Família teve uma reformulação, passando a se chamar Auxílio Brasil. Logo, o nome do aplicativo também mudou. Todavia, as funcionalidades continuam as mesmas. Logo, o beneficiário tem acesso a todas as datas de pagamento, bem como os status das respectivas parcelas.

Por que baixar o aplicativo do Auxílio Brasil

Existem bons motivos para você ter o aplicativo do Bolsa Família, principalmente pelo fato dele ser gratuito pra baixar e usar no seu celular. A partir daí dá para considerar diversas outras vantagens, como o fato de ter a chance de consultar o seu benefício online e sem que tenha que se deslocar até uma agência bancária da Caixa, por exemplo.

Também há vantagens como: encontrar a unidade da Caixa mais perto de você e consultar o calendário de pagamentos do programa, que é importante para quem vai receber os recursos. Para quem tem dificuldade em memorizar senhas, é possível usar a mesma senha da Caixa Tem nessa plataforma. 

Logo, para quem é beneficiário ter o app no celular é fundamental. Afinal, as novidades sobre o auxílio também são informadas lá. Sem contar que o recurso ajuda a não ficar por fora do final do prazo da atualização no Cadastro Único. Ainda tem a comodidade de não precisar ir até à Caixa Econômica para acompanhar o Auxílio Brasil.

Como baixar o aplicativo do Auxílio Brasil

Fazer o download do programa no seu celular é bem mais simples do que parece. O ideal é você entender qual o seu sistema, isto é, o sistema do seu celular. Por exemplo, se você tem um Samsung, um Motorola, um Asus quer dizer que você tem um sistema Android.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Aí, para baixar o aplicativo será necessário ir até o Google Play, que é a loja de apps do Android e buscar pelo nome de “Aplicativo Bolsa Família”. Agora, se você tem um iPhone, então, a loja de aplicativos é o App Store e lá também vai ter o app do Bolsa Família e assim por diante.

Lembrando que o aplicativo não sobrecarrega muito o celular, então vai poder utilizá-lo sem muita dificuldade. Também é possível obter os valores por meio do aplicativo Caixa Tem, conta poupança digital destinada para quem não é correntista do banco. Aí, é só avaliar qual das ferramentas é melhor.

Como usar o App?

Lembre-se que depois que baixar o aplicativo no seu celular você vai precisar se cadastrar, mas isso também é simples: basta usar o número do seu NIS e fazer a criação de uma senha online. Além disso, atualmente a Caixa atualizou o App e agora dá para acessar apenas com o número do CPF.

Afinal, qual o valor do Auxílio Brasil 

A alteração de Bolsa Família para Auxílio Brasil não foi só de nomenclatura, mas também de percentuais. O antigo Bolsa Família pagava o valor mínimo de R$ 89, enquanto o novo benefício paga R$ 100. Já o valor médio era de R$ 190, o atual é de R$ 217,18. As parcelas variáveis do Bolsa Família eram de R$ 49, hoje em dia é de R$ 41.

ANÚNCIO