Chocolate de Liquidificador – Aprenda o passo a passo para fazer em casa

A maioria dos alimentos e das receitas caseiras podem ter um sabor diferente por terem sido preparadas com as próprias mãos, certo? Imagine só quando a gente aprende a fazer o chocolate de liquidificador em casa e com poucos ingredientes. 

ANÚNCIO

Essa é a ideia desse conteúdo: mostrar como isso é possível e a partir de passos simples. A ideia pode ser simplesmente para quem está com vontade daquele docinho no pós-almoço ou para quem quer ganhar dinheiro com a venda deles. O fato é que dá para fazer chocolate em casa.

Foto: (reprodução/internet)

Para saber tudo sobre esse assunto, a gente criou um guia com esses tópicos:

  • O processo caseiro para fazer chocolate;
  • O chocolate de liquidificador;
  • A temperagem não é apenas por o chocolate na geladeira;
  • E quem quiser fazer o processo mais difícil do chocolate artesanal.

O processo caseiro para fazer chocolate

Essa primeira introdução é para explicar que existem duas maneiras rápidas e simples para fazer o chocolate caseiro. A primeira é seguir um processo que vai desde o início, onde se torra e moi as amêndoas do cacau. Daí vem a farinha de cacau. Quem está perguntando sobre onde comprar as amêndoas de cacau, saiba que em mercadões costuma ter esse produto.

Foto: (reprodução/internet)

É mais complicado, mas nem tanto. Afinal, requer alguns tipos de equipamentos especiais, além de um tempo maior no preparo. Só que para quem tem essas condições, o resultado costuma valer muito a pena porque se torna um produto original e muito apreciado.

Aí vem a segunda opção, que é a mais conhecida e a que vamos mencionar com mais detalhes aqui. Nesse caso, o que muda é que ao invés de moer e torrar o cacau, a pessoa opta por comprar as barras de chocolates prontas, que já vem com esse processo feito.

Optando pelo mais fácil

Como a gente sabe que nem todo mundo tem todo tempo do mundo e os equipamentos necessários para fazer a primeira opção de chocolate, vamos pela receita mais fácil. Assim, seguindo as etapas certas em poucos minutos, a gente vai ter o resultado.

Independente disso, saiba que estamos falando sobre fazer o seu próprio chocolate, inclusive, podendo pensar na criação de presentes, de ovos de páscoa e bombons. A confecção artesanal do chocolate usa uma receita básica: a barra de chocolate, açúcar, leite em pó e manteiga de cacau.

O mais legal é que dá para mensurar o uso de cacau (podendo ser em barras ou mesmo quando se opta pelo cacau in natura) para dar mais a ideia do amargo. Ou quando se usa mais os outros ingredientes, ele pode ficar com o tipo de “chocolate ao leite”, entendido?

O chocolate caseiro

Vamos começar esse passo a passo falando da escolha da barra de chocolate que será usada na sua receita caseira. Aquelas que são mais fininhas, comuns no comércio, não servem porque estão finalizadas, isto é, já tiveram o trabalho final feito. São para o consumo direto.

Foto: (reprodução/internet)

Logo, a alternativa é procurar por aquelas barras maiores, que são bem grandes, acima de 1 quilo e bem grossas também. Elas devem ser usadas para serem derretidas e transformadas no chocolate caseiro, em ovos de páscoa, pirulitos de chocolate, bombons caseiros, brownies e assim por diante.

Sabendo disso, considere que basta derreter a barra de chocolate. Porém, aqui já entra o primeiro segredo: isso precisa ser feito em banho maria e isso quer dizer que a água tem que ser morna e não fervendo. Ok? Isso faz muita diferença no resultado final.

Os próximos passos para a receita caseira

Após derreter a barra, o que vai levar algum tempo, vem a temperagem. Sabe o que é isso? Não se trata de jogar alho e sal no chocolate. Não é esse tipo de tempero e sim um choque térmico que se dá no chocolate para que ele fique maleável a ponto de ser usado.

A dica é ler as recomendações de cada fabricante. No geral, as barras de chocolate que possuem 25% de cacau são consideradas puras. Logo, elas precisam de temperagem. Já concentrações abaixo disso não necessita dessa etapa.

Resumidamente, a temperagem nada mais é do que pegar aquele chocolate derretido e bem quente ainda e modelar ele. Para isso, é preciso dar o choque térmico, colocando em um resfriamento por alguns minutos, entre 27 e 30 graus. Nem sempre é fácil medir essa temperatura. Por isso, use uma média do que está marcando o seu celular naquele ambiente.

A temperagem não é apenas por o chocolate na geladeira

Esse tópico é um verdadeiro pulo do gato para quem quer fazer chocolate caseiro. Isso porque muita gente acha que basta pegar o chocolate derretido e colocar na geladeira. Não, não faça isso. Se isso acontecer, o resultado será um chocolate bem duro e que derrete rapidamente.

Foto: (reprodução/internet)

O certo mesmo é ter um ponto de quebra. Então, pegue o chocolate derretido e coloque em um tipo de pedra fria, como da pia, sabe? Com a espátula, a pessoa vai alisando ele para que fique fino a ponto de poder se encaixar em vários formatos e até mesmo com desenhos. 

Há uma explicação para isso: quando o chocolate em barra é aquecido, a manteiga de cacau vira micropartículas. Para que elas se unam novamente, vem o choque térmico que acontece nesse momento da temperagem do chocolate. 

O formato do chocolate caseiro

Para terminar esse passo a passo, vem a parte mais simples. Com o chocolate exposto uma espessura mais fina na pedra, a pessoa pode decidir o que fazer com ele. É nessa hora que dá para usar formas de ovos de páscoa ou simplesmente criar pequenas barras ou nibs (um tipo de forma muito pura e pouco processada de chocolate). 

O gosto vai se manter, o que muda é apenas o formato dele. Há quem opte até por fazer brownies com esse chocolate artesanal. Nesse caso, basta usar uma receita de bolos comum, como untar uma assadeira com papel-manteiga e adicionar o seu chocolate ali antes do forno.

Também se recomenda que o chocolate fique na geladeira por alguns minutos até que seja servido. Lembrando que o processo de temperagem permite que ele fique macio e não completamente duro, mesmo estando na geladeira. A intensidade do sabor vai variar conforme o que se usa na receita.

E quem quiser fazer o processo mais difícil do chocolate artesanal

Bom, supondo que você tenha gosta da receita de chocolate caseiro, só que agora quer ir além e dar um passo a mais. Nesse caso sim usa-se o liquidicador. O seu objetivo é o de fazer o processo mais difícil. E, na verdade, saiba que ele é totalmente possível. Para isso, o que muda é o uso do cacau ao invés das barras.

Foto: (reprodução/internet)

Então, a pessoa tem que preparar as amêndoas de cacau, lavando e secando naturalmente. Em seguida, é preciso torrá-las, mas sem deixar queimar (ao forno em 180 graus). Depois, vem a moagem do cacau (processador ou moedor de carne) até que se tenha a farinha do cacau.

Seguindo esse mesmo roteiro, a pessoa pega essa farinha e adiciona os outros ingredientes, que já sabemos qual é: leite em pó e açúcar. É só bater tudo no liquidificador e levar em uma panela ao fogo baixo até que se chegue no ponto desejado. A temperagem é dar aquele choque térmico para finalizar a receita. 

O chocolate amargo e o chocolate ao leite

Acima, em alguma parte do conteúdo, a gente deu um spoiler sobre o fato de que o chocolate pode ser mais amargo ou ao leite, se lembra? O fato é que o que muda é apenas com relação a quantidade de cada ingrediente que é usado. Vamos dar alguns exemplos para entender na prática.

Quem está pensando no chocolate amargo deve considerar 100 gramas de cacau para cada 25 gramas de açúcar. Já para quem quer um chocolate ao leite, uma ideia é usar 80 gramas de cacau para cada 30 gramas de leite em pó e 100 gramas de açúcar. 

Para quem ficou curioso sobre o chocolate branco continue lendo porque vamos trazer essa curiosidade no último tópico. Antes disso, considere que a indústria diz que chocolates com 50% e até 75% de cacau são chamados de amargos. E os entre 76% e 85% são os extras amargos. Já entre 30% e 50% são vistos como meio amargos.

E o chocolate branco?

Por mais que você adore esse tipo de chocolate, saiba que ele tem apenas nome. É isso mesmo, ele não é um chocolate porque não tem na receita o cacau. No entanto, ele também pode ser usado no processo acima para criar o chocolate branco em casa.

O importante é saber que ele, por si só, já é um produto mais industrializado, que leva apenas manteiga de cacau e leite em pó na sua composição. É mais difícil de fazer do que o chocolate comum, o negro. Mas, é possível quando se tem prática nesse tipo de trabalho artesanal. 

ANÚNCIO