CR7 é condenado por sonegação na Espanha

ANÚNCIO

O astro as seleção portuguesa e da Juventus, Cristiano Ronaldo, assumiu ter cometido 4 fraudes fiscais e, com isso, foi condenado à prisão por 23 meses, porém, não precisará cumprir, já que desembolsará US$ 18,8 milhões, aproximadamente R$ 80 milhões.

O caso aconteceu no ano de 2017, quando um promotor apontou Cristiano Ronaldo com 4acusações de fraudes fiscais referente aos anos compreendidos entre 2011 a 2014, com um valor total 5,7 milhões de euros, cerca de R$ 24 milhões.

ANÚNCIO
CR7 é condenado por sonegação na Espanha

O atacante português recebeu a acusação por usufruir de empresas de fachadas ou fantasmas, nas Ilhas Virgens Britânicas e Irlanda, para camuflar valores que arrecadava com os seus direitos de imagem na época em que ainda atuava como jogador do Real Madrid.

Julgamento pela porta da frente

No dia 22 de janeiro deste ano, o segundo melhor jogador do mundo, apresentou-se ao Tribunal Provincial de Madri, Junto com advogados, seguranças e da companheira Georgina Rodríguez.

O tribunal não permitiu que o craque entrasse pelo prédio diretamente pelo estacionamento, o que havia sido um pedido dele, alegando motivos de segurança e para diminuir o assédio da imprensa.

ANÚNCIO

Sendo assim, foi obrigado a passar por um corredor de fãs e jornalistas. Ele ainda havia feito também outro pedido: Que a audiência no tribunal fosse feito por vídeo. Também foi negado.

O presidente da Audiência Provincial de Madri, Juan Pablo González-Herrero, negou as exigências, pois segundo ele, mesmo com grande notoriedade do atleta, não havia razão que o fazia crer que a segurança do atleta seria comprometida.

Sorrisos e poucas palavras

Durante sua travessia entre fãs e jornalista, se apresentou com uma roupa preta e óculos escuros, sempre com um sorriso estampado na cara. Tirou fotos e ainda distribuiu autógrafos. Enquanto era sabatinado por centenas de jornalistas, respondia apenas que estava tudo certo.

De acordo com funcionários que trabalham no tribunal, o ex-jogador do Real Madrid não se manifestou durante nenhum momento em que esteve presente no prédio para assinar o acordo que previa desembolsar 18,8 milhões de euros (R$ 80,2 milhões).

Todo o processo durou cerca de 5 minutos.

Sem cadeia para CR7

O português não será obrigado a cumprir a pena de quase dois anos de cadeia, pois sua pena será revertida em multa. De acordo com o advogado do caso, José António Choclán, o valor da punição será de R$ 1,6 milhão.

Isso só é possível, pois justiça espanhola não prediz sentença de cárcere, sendo ele privado ou não, para penas inferiores há dois anos, no caso de não haver antecedentes judiciais, exatamente onde se encaixa o gajo.

Acusação de estupro

CR7 poderá voltar novamente aos tribunais, pois está sendo acusado de estupro nos Estados Unidos. A ex-modelo, Kathryn Mayorga, entrou com uma ação civil, em setembro do ano passado, afirmando que Cristiano a estuprou em um hotel em Las Vegas, no ano de 2009.

O caso foi reaberto e corre na justiça. A polícia local reabriu investigação. O jogador admite ter tido relação sexual com o a mulher, mas garante que foi consensual.

ANÚNCIO