Desperdício de comida emite mais gases nocivos do que a maioria dos países

ANÚNCIO

É natural do ser-humano realizar três refeições diárias, entretanto, também é natural do ser humano desperdiçar comidas diariamente. Estima-se que, se o desperdício de alimentos fosse um país, seria o terceiro maior país a emitir gases poluentes. 

É importante ressaltar que o desperdício de restos de comida não é algo simples, cada garfada é responsável por emissões de gases de efeito estufa. O processamento, o cultivo, a embalagem e o transporte auxiliam na mudança climática. 

ANÚNCIO

Depois da utilização do alimento a situação fica ainda pior. Quando a comida apodrece, seus gases ficam cada vez mais fortes e poluentes. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) os países que mais liberam esses gases são os Estados Unidos e a China. 

Desperdício de comida emite mais gases nocivos do que a maioria dos países
Fonte: (Reprodução/Internet)

De onde vem o os gases poluentes?

Estima-se que um terço das emissões de gases do efeito estufa é derivado da agricultura, e 30% dos alimentos que são desperdiçados pelos seres-humanos – aproximadamente 1,8 bilhão de toneladas por ano. 

Se a população parasse com o desperdício de comida por completo, 8% das emissões totais seriam reduzidas. Claramente, uma família não é culpada por toda a emissão de gases. Um estudo de 2018, mostrou que cerca de um terço de frutas, legumes e verduras são descartados antes mesmo de chegar nas prateleiras do supermercado.

ANÚNCIO

O desperdício é divergente em cada local do mundo. Em países de baixa renda, 40% dos alimentos são descartados após uma colheita, pois os agricultores não têm infraestrutura adequada para realizar a conservação dos mesmos. 

No entanto, os países de média e alta renda, assumem uma maior parcela de culpa na situação, sendo responsáveis por 53% do desperdício na Europa.

Qual é o motivo de todo desperdício? 

Há várias razões do desperdício de alimentos, e as mesmas variam-se. Por exemplo, em algumas partes do mundo é educado deixar uma pequena quantidade de comida no prato, assim o anfitrião mostra que não economizou nas porções. A falta de refrigeração também é um grande fator para emissão gases.

Desperdício de comida emite mais gases nocivos do que a maioria dos países
Fonte: (Reprodução/Internet)

Mas em países desenvolvidos, como os Estados Unidos, com a comercialização de produtos de baixo custo e ofertas abundantes, os consumidores foram levados a ter menos cuidado com o que guardam no freezer ou colocam no prato. Portanto, controlar e contabilizar o consumo de desperdício diário de uma família não é fácil. 

Universidade canadense estuda lixo familiar

Uma professora da Universidade de Guelph chamada Kate Parizeau, no Canadá, iniciou uma pesquisa em parceria com seus colegas e decidiu vasculhar todo o lixo de 94 famílias que moravam aos arredores da província de Ontário. 

Durante a pesquisa, o grupo coletou os alimentos desperdiçados e com base na quantidade que sobrou, calcularam o desperdício. No final da pesquisa, a professora descobriu que cada família jogava fora aproximadamente 3 kg de resíduos de alimentos semanalmente que poderiam ser evitados. Equivalente a 23,3 kg de emissões de carbono na estufa terrestre

ANÚNCIO