Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos

ANÚNCIO

Quando vai comprar um tênis, um chinelo ou mesmo um calçado qualquer, você sempre fica na dúvida sobre a sua numeração? Saiba que isso é bem comum de acontecer e essa dúvida acontece porque, apesar dos sistemas que existem, as fabricantes criam sapatos exclusivos.

Saiba que, existe sim um certo padrão para enumerar os sapatos no mundo todo. Porém, esse padrão tem variáveis, sendo os principais na Europa, nos Estados Unidos e até mesmo na Ásia. Isso complica ainda mais a vida do consumidor na hora de comprar online. Mas, tem jeito.

ANÚNCIO
Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

A história dos calçados

Um ponto curioso para a gente começar a falar sobre a numeração dos sapatos é entender que os calçados são itens bastante antigos, que foram criados para proteger os pés. Assim, estudiosos dizem que a história dos calçados data de mais de 3 mil anos. 

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

No entanto, antes mesmo de ter um mercado de calçados, eles eram símbolo de status. Inclusive, a história fala sobre o fato dos escravos não usarem botas como os seus donos. O fato é que apenas quem tinha alguma importância poderia exigir um par de calçados.

Por isso mesmo, todos eram feitos sob medida para cada pessoa interessada. E foi a partir do século 20 que as escalas de medidas de calce começaram a ser criadas. De um modo geral, a gente tem o sistema de ponto inglês, o sistema de ponto americano e o francês. Vejamos!

ANÚNCIO

A história da numeração dos sapatos

Conforme estudos feitos recentemente, a primeira descrição oficial de algo que se parecia com um “sistema de tamanhos de calçados” é de 1688 e vem da Inglaterra. O manual encontrado foi o “The Academy of Armory and Blazon”. E foi Randle Holme quem citou o texto.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Ele falou sobre um acordo entre sapateiros para usar um mesmo sistema de um quarto de polegada como padrão. E um quarto de polegada é algo como 0,635 cm. Depois de um século, uma nova medida foi criada pelos fabricantes ingleses, o que seria um terço de uma polegada.

Isso dá algo como 0,846 cm. E equivalia a um grão de cevada. A curiosidade está no fato de que essa era a medida usada pelo rei Eduardo I, no século 14, como padrão para os calçados da época. A medida virou unidade métrica, que mais tarde se chamaria de ponto.

A numeração dos sapatos durante a Revolução Industrial

Só que esse padrão do rei Eduardo I não durou para sempre. Isso porque durante a Revolução Industrial entrou o primeiro sistema de numeração para fábricas de calçados, no processo que acontecia na esteira. Esses primeiros passos foram dados em 1800 por Edwin B. Simpson. 

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Ele incluiu no seu sistema a medida de meio ponto, que é usada até hoje em solo americano – Edwin era um americano. Então, a Inglaterra também passou a aceitar esse sistema. E os fabricantes, de um modo geral, começaram a usar essa medida em 1808.

Até hoje, esse sistema é usado, porém, com algumas variações, que tem a ver, inclusive, com a região do mundo. O Brasil, por exemplo, usa um sistema diferente. No entanto, as ideias dos pontos sempre são usadas, seja para mais ou para menos. No Brasil, usa-se o ponto francês. 

A numeração dos sapatos na Inglaterra

Como a Inglaterra foi quem deu os primeiros passos na numeração dos sapatos, nós vamos começar citando as particularidades deles. A contagem começa do zero. No entanto, não na extremidade dos pés. Assim, o zero fica a 4 polegadas depois do calcanhar.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

A partir disso, os números avançam ponto a ponto. E, como é óbvio, eles adotam o ponto inglês, o que quer dizer que é um terço de polegada. O número 13 é o máximo da medida infantil. Depois, começa a medida adulta, a partir do 1. 

A numeração dos sapatos nos Estados Unidos

Agora vem os sapatos americanos. Ou melhor, a numeração dos sapatos americanos. Ele é bem parecido com o inglês, sendo que o que muda é a contagem inicial. Ela parte do 1 ao invés do zero. Por isso, a numeração sempre será 1 ponto maior do que o padrão inglês.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

E da mesma forma que os ingleses, os americanos também adotam medidas diferentes para crianças e para adultos. 

A numeração dos sapatos na França

Também é importante citar a França porque eles possuem um sistema diferente. Aliás, a numeração francesa também é apelidada de numeração europeia. Ela foi difundida no século 19, na época de Napoleão.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Assim, a unidade de medida usada é o ponto francês ou ponto parisiense. Ele mede dois terços de centímetro. Logo, o zero fica no calcanhar e a partir disso vai até a ponta do dedão e avança 1 ponto para cada 0,66 centímetros.

A numeração dos sapatos no Brasil

No Brasil, a gente usa o sistema francês. Isso quer dizer que aumenta um número (ou ponto) para cada 0,66 centímetro. Logo, há ainda uma leve variação com base em biótipo. 

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Como assim? De um modo geral, os pés dos brasileiros são mais largos. Por isso, o nosso calcanhar começa do -2 ao invés de começar do zero, como é comum no mundo. Logo, um sapato 38 no Brasil é o mesmo que um tamanho 40 na Europa.

Outros sistemas de padrões para calçados

Antes de terminar também é importante que você saiba que podem existir outros padrões, apesar de serem menos conhecidos. Por exemplo, a gente tem o mondopoint, que foi o padrão usado na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a URSS.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Hoje, esse padrão ainda é usado na Ásia e em alguma parte da Europa Oriental. Nesse sistema, se usa o centímetro como medida comum e os intervalos vão de 0,5 até 0,75. 

O sistema Brannock veio para diferenciar os tamanhos masculinos, femininos e infantis e a largura dos pés. Ele foi criado por Charles Brannock e é muito importante para o mercado de tênis esportivos, por exemplo. Isso porque nas corridas é comum que os pés dilatem.

A variação dos números com base nas marcas

E vale ainda dizer que as próprias marcas acabam criando produtos exclusivos ou com design diferenciados. Assim, ainda que seguem um ou outro padrão, saiba que pode haver diferença na numeração que a pessoa está acostumada a usar. 

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

A ideia das fabricantes é pensar em encaixes justos. Os jogadores de futebol, por exemplo, preferem encaixes precisos porque acham que isso favorece o chute na bola. Sem contar que alguns pés são mais finos ou mais inclinados e assim por diante.

Justamente por isso, há na internet algumas ferramentas que funcionam como tabela de conversão. A gente encontrou uma dessas tabelas na internet, que mostra números da Europa, do Japão, dos Estados Unidos, para homens, mulheres, etc. Chama ConvertWorld.

Os tipos dos pés

E nessa conta toda, a gente ainda tem que considerar que há vários tipos de pés mesmo em um único país ou região. Por isso, saber o seu número exato é bem complicado.

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

No Brasil, por exemplo, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia cita os pés como podendo ser normais (o peso do corpo fica equilibrado), cavo (a planta do pé quase não toca no chão) e plano (o pé fica mais reto, chamado de pé chato).

Tem ainda a questão da pisada. Por exemplo, ela pode ser pronada, que é o mais comum na população e é quando há o apoio do pé no chão feito pela parte interna. Tem a pisada neutra, em movimento uniforme. E a pisada supinada, quando a parte externa toca o chão primeiro.

Vai comprar sapatos pela internet? Tome cuidado

Como vimos acima, há muitas variações com as numerações dos calçados hoje em dia. e o problema surge mesmo quando a gente via comprar um tênis ou qualquer calçado pela internet, já que não dá para provar antes, certo?

Entenda como surgiu e como funciona a numeração dos sapatos
Foto: (reprodução/internet)

Nesses casos, existem algumas dicas que valem a pena. A primeira delas é medir o seu pé e descobrir se a numeração daquele sapato que você vai comprar tem equivalência. E prefira medir o pé no fim do dia, quando ele está mais inchado.

Depois disso, você tem que encontrar a tabela de medidas das fabricantes daquele calçado. Por exemplo, saiba que algumas empresas afirmam que 22 cm equivale a uma numeração 34. Ou que 30 cm é o mesmo que um sapato 46 e assim por diante. 

Em caso de dúvida ou erro, troque ou devolva

Por fim, saiba que toda compra da internet permite a devolução ou a troca em até 7 dias. Portanto, se você comprou errado ou se o número não condiz com o tamanho do seu pé, você tem o direito, conforme as regras do consumidor, para fazer a troca ou devolver. 

E se você comprar em outros países, o que pode dificultar essa troca, vale muito a pena fazer testes e usar as tabelas que as fabricantes divulgam. Encontramos na internet uma página que mostra a comparação dos tamanhos, seja para o público feminino, masculino ou infantil.

ANÚNCIO