Governo propõe aumento de 20% na Bolsa Família para 2021

ANÚNCIO

O Bolsa Família é um programa, criado pelo governo, de extrema importância para a manutenção da vida das famílias mais carentes do país, tendo em vista a crise econômica e a chegada da pandemia do novo coronavírus em território nacional.

O programa atende mais de 13 milhões de brasileiros atualmente, a fim de melhorar a condição de vida dos mesmos. Porém, analisando o contexto atual de miséria que o país atravessa, o governo estuda uma maneira de ampliar ainda mais a atuação do Bolsa Família.

ANÚNCIO

O governo enviou recentemente uma proposta de aumento de 18,22% na verba disponível para o programa. Com isso, o programa visa atender mais pessoas, entendendo que a situação financeira do país poderá piorar em um futuro próximo.

Governo propõe aumento de 20% na Bolsa Família para 2021
Fonte: (reprodução/internet)

Expansão do benefício

O governo encaminhou, ainda no fim de julho, uma proposta de aumento nos recursos destinados ao Bolsa Família, entendendo que em breve será necessário ampliar o benefício para mais famílias.

O aumento seria de 18,22% nos recursos. Atualmente, a verba utilizada para o pagamento das famílias anualmente é de R$29,484 bilhões, e, com o aumento da porcentagem, o novo valor seria de R$34,858 bilhões. Ou seja, seria um aumento de R$5,37 bilhões.

ANÚNCIO

A proposta de aumentar a verba destinada ao programa veio atrelada ao momento que o país atravessa. Com a pandemia do novo coronavírus dando um rombo tão grande na economia do Brasil, o governo entendeu que muitas famílias passarão a fazer parte do grupo de pobreza ou extrema pobreza.

“Esse aumento se dá basicamente por uma questão sócio-econômica. Se prevê um aumento das famílias que precisarão do benefício em decorrência das consequências da pandemia”, afirmou George Soares, secretário de Orçamento Federal.

Renda Brasil

A proposta está em análise, e muito se discute se ela realmente é viável, tendo em vista a execução do programa Renda Brasil, que busca abarcar todos os programas sociais em pouco tempo.

Além disso, o presidente Jair Bolsonaro disse que não pretende retirar recursos de outros programas de assistência social para arcar com os custos do Renda Brasil. Apesar disso, o governo busca alternativas para arcar com ambos sem um rombo muito grande para os seus cofres.

ANÚNCIO