Investidor do Tesouro Direto – Saiba mais detalhes

ANÚNCIO

Se você já é um investidor do Tesouro Direto essa matéria vai te esclarecer, mais detalhadamente, como funciona o mercado dos títulos públicos.

Eles são comercializados pelo Tesouro Nacional e você precisa, certamente, se manter informado sobre como ter maior rentabilidade nesse processo.

ANÚNCIO

Lembrando que conhecimento, nesse mercado, nunca é demais. Portanto não adianta somente executar as ações ou programar uma máquina para fazê-lo.

Destacar o Investidor do Tesouro Direto como um eterno aprendiz
Foto: Reprodução/internet

Robôs podem sim aprender a fazer, matematicamente, as aplicações, mas é absolutamente indispensável que alguém, com entendimento, os ensine. Esse alguém é você! Confira mais detalhes sobre a modalidade de investimento a seguir. 

Atuando como Investidor do Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um investimento de Renda Fixa. Isto é, seu rendimento pode ser dimensionado no momento da aplicação. No entanto, isso não quer dizer que os preços e taxas dos títulos públicos não apresentem variação ao longo do tempo.

ANÚNCIO

Se o Investidor permanecer com os títulos até a data do vencimento, receberá o valor correspondente ao contratado no momento da aplicação.

Entretanto, entre a data de compra e de vencimento, o preço do título oscila em função das condições de mercado. Como, por exemplo, as expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros da economia e o prazo do título escolhido.

Vendas Antecipadas

Em caso de vendas antecipadas, ou seja, antes da data de vencimento do seu título, o Investidor pode receber uma rentabilidade diferente da contratada no momento da compra. Que pode ser ou maior ou menor do que a que foi firmada no dia em que fez a aquisição.

Títulos pós e prefixados à inflação

No caso desses títulos públicos – pós e pré – atrelados à inflação, que são eles:

  • Tesouro Prefixado
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais
  • Tesouro IPCA+
  • Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

Quando a taxa de juros dos títulos cai, seus preços aumentam. Isso quer dizer que os títulos se valorizam. Por outro lado, o aumento nas taxas de juros dos títulos, proporcionam o efeito contrário, diminuindo os seus preços.

Atento as datas de vencimentos

Os prazos de vencimento dos títulos também influenciam a intensidade com que os juros afetam seus preços. Por exemplo, quanto maior o prazo para o vencimento, mais sensível é seu preço as alterações dessas taxas de juros.

Assim sendo, quanto as taxas de juros dos títulos caem, o tesouro IPCA+2035 terá uma maior valorização do que o tesouro IPCA+2020.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título pós-fixado, atrelado à variação da taxa de juros básica da economia. Eles apresentam comportamento diferente no seu preço quando há variação nesse indicador.

Todos os dias o preço do Tesouro Selic sobe um pouco. A velocidade com que esse preço aumenta vai depender da variação da taxa Selic. Quando o juros sobem, a sua rentabilidade aumenta.

Ou seja, o título se valoriza mais. Já quando os juros caem, a sua rentabilidade diminui, mas é sempre positiva. Sendo assim, não importa se a Selic vai subir ou cair, o valor do seu investimento sempre vai crescer. Isso porque, ele acompanha a trajetória dos juros.

Por isso o Tesouro Selic é considerado o título mais conservador. Contudo, geralmente oferece retornos menores quando comparado aos demais títulos disponíveis.

Extrato do Investidor do Tesouro Direto

Seu extrato é atualizado considerando essas variações. Havendo queda nos preços dos títulos negociados no mercado, o saldo do investidor cairá. Por outro lado, se tiver valorização do título, o saldo do investidor irá se elevar.

Todavia, um fato nunca muda: Se o investidor permanecer com os títulos até a sua data de vencimento, receberá o valor correspondente a rentabilidade contratada no momento da compra.

Isso independe das variações de preço dos títulos ao longo do tempo da aplicação. Dessa forma, é importante você escolher o título mais adequado ao seu objetivo financeiro. Ou seja, o vencimento deve ser compatível com a data que você pretende fazer o resgate do seu investimento.

Você pode acompanhar a variação da rentabilidade do seu investimento de acordo com a variação do mercado, no seu extrato e na tabela de rentabilidade acumulada dos títulos públicos.

Na página de “perguntas frequentes” do site oficial do Tesouro Direto, você pode tirar maiores dúvidas e planejar o seu futuro com informação.

Outros assuntos importantes 

Ainda ainda não sabe nada a respeito do Tesouro Direto? Pois saiba agora! Preparamos um artigo para quem está iniciando agora no universo de investimentos.

Nele, você certamente vai compreender alguns termos usados aqui, que vão te ajudar a compreender o investimento com um todo acesse aqui. 

ANÚNCIO