O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história

ANÚNCIO

Chamado de número da perfeição, o 7 é um dos mais importantes da numerologia. Ele tem importância também nos aspectos místicos da vida humana. Assim, acredita-se que quem é influenciado por esse número tem sorte na questão da espiritualidade. 

Em termos mais simples e matemáticos, a gente tem o número 7 como sendo natural, após o 6 e antes do 8. Ele é o quarto número primo que existe e um polígono de 7 lados é um heptágono. Mas, além disso, ele tem outros significados, como na religião, na arte, na vida. Entenda isso.

ANÚNCIO
O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Como nasceram os números

Para contextualizar essa ideia dos números, saiba que eles nasceram quando se viu a necessidade de contar objetos e coisas. E estamos falando sobre mais de 30 mil anos possivelmente. Quando os homens das cavernas e grutas começaram a pensar nisso.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

A contagem era importante para a pesca, por exemplo ou nas caças ou ainda para madeiras. Com a evolução do homem, que passou a deixar de ser nômade, a prática começou a se tornar mais importante no cultivo das plantas também.

Assim, as pedras foram as primeiras formas de contar – e cada pedra era 1 animal do rebanho, por exemplo. Era possível saber, colocando pedras em um saco, se algum animal havia sumido do rebanho. Mais tarde, surgiu a matemática e aí as coisas avançaram ainda mais.

ANÚNCIO

Os sistemas de numeração

Depois, a gente entra em uma fase onde surgem os sistemas de numeração, que vieram com as grandes civilizações humanas. A Babilônia foi uma delas e a egípcia foi outra. A partir delas, tantas outras foram criadas.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

O sistema babilônico é aquele que usa a base 60 e é formado por números entre 0 e 59. Ele é próximo do que estamos acostumados e, atualmente, é usado para a contagem do tempo.

Já o sistema egípcio é um dos primeiros a usar a base 10 e também usava figuras e desenhos. Depois, veio o sistema grego, a partir do alfabeto grego e cada número representava uma letra. O sistema hebraico é como o grego, que se baseia no alfabeto.

Outros sistemas de numeração

E se você acha que acabou, saiba que ainda tivemos o sistema romano, que é muito usado até hoje. Ele talvez seja o mais conhecido. Depois, veio o sistema chinês, que conta sobre países orientais. E ainda o sistema hindu-arábico.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Esse é o último sistema que se tem notícias e foi ele que deu origem ao que usamos hoje em dia. A primeira versão dele é do povo hindu, em 300 a.C e ele foi trazido pelos árabes. E agora, sem demorar mais, vamos falar do número 7 e suas curiosidades. 

O número da criação

Um dos primeiros pontos a serem observados é que o número 7 é chamado de número da criação. O motivo? 4+3 = 7. Como assim? A gente explica.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Sendo o 3 um triângulo, símbolo do espírito. E o 4 é um quadrado, o símbolo da matéria. Juntos, quadrado e triângulo, formam a noção da criação humana, que é a união do corpo físico com o espiritual.

Há ainda quem diga que o 4 simboliza a Terra e o 3 simboliza o Céu. Logo, o 7, que é a soma de Terra + Céu daria um resultado que significa a totalidade do universo em movimento.

O número do ciclo da vida

Não se sabe exatamente quem criou essa relação entre o número 7 com os ciclos da vida. Mas, de um modo indireto e até mesmo inconsciente, ele pode fazer algum sentido. Veja só.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Aos 7 anos, a criança se desperta e aprende a jogar, fazer máscaras, etc. Aos 14, desabrocha a sexualidade e se interessa por outros. Aos 21 anos, é a necessidade do poder e da fama. Aos 28 anos, passa a pensar em segurança e conforto. Aos 35 anos, começa a ressignificar a vida e a morte.

Já aos 42 anos, ela fica mais religiosa e com respostas. Aos 49 anos, encontra respostas para além do mundo material. Aos 56 anos, começa a ter deslumbres do divino. Aos 63 anos, ela tem o chamado “satori”, que é a compreensão da iluminação da morte.

O número pessoal

Quem usa o número 7 como número da sorte pode ter uma vida influenciada por sossego e reflexões. São pessoas que valorizam o conhecimento, gostam do intelecto, aprendem sobre o mundo e sobre si mesmas.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Assim, podem até ser introspectivas. No entanto, se dedicam aos próprios pensamentos a ponto de criar tendências. Por outro lado, também podem ser tímidas, isoladas e arrogantes.

Levando para o lado profissional, como da carreira, elas podem desenvolver habilidades artísticas. Assim, acabam se dando bem na dança, na música e no desenho. São criativas e participam de voluntariados e projetos sociais.

O número religioso

Já quando se pensa na religião, considere que várias usam o número 7 como símbolo. Começaremos falando da Bíblia, que diz que Deus demorou 7 dias para construir o mundo. Há ainda os 7 pecados capitais, certo? E 7 são as virtudes cardinais (paciência, caridade, etc).

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Na igreja católica existem 7 sacramentos (como batismo e matrimônio, além de outros). Ainda com base no que diz a Bíblia, saiba que antes de morrer, Jesus Cristo proferiu uma frase que continha exatamente 7 palavras, sendo: “Pai em tua mão entrego meu espírito”.

E agora vamos falar do judaísmo. Nele, o 7 é um símbolo sagrado, presente em vários objetos de culto, na menorah, sendo o candelabro de sete braços.

O número chinês

Na China, o número 7 tem a sua importância também e isso vem desde os tempos antigos. Ele marcava os anos de vida da mulher. A repetição de 7 dias também era usada no culto dos mortos, sendo até o 49º dia, quando aconteciam os festejos e sacrifícios. 

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Na versão mais mística, ao lado do número 3, o número 7 é o mais importante entre os números sagrados. Como falamos no âmbito religioso acima, os chineses também acreditam nessa Totalidade do Universo em Movimento. 

O número artístico

Na arte, a gente tem, em 1911, Ricciotto Canudo criando o Manifesto das Sete Artes, que foi quando o cinema foi chamado de sétima arte pela primeira vez. Antes dele, temos a música, a pintura, a escultura, a arquitetura, a literatura e a dança.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Aliás, na arquitetura, a gente tem as 7 maravilhas do mundo (pirâmides de Gizé, jardins suspensos da Babilônia, Farol de Alexandria, Colosso de Rodes, Mausoléu de Halicarnasso, Estátua de Zeus em Olímpia e Templo de Ártemis em Éfeso).

Assim, como as 7 maravilhas modernas (Machu Picchu, Taj Mahal, Chicén Itzá, Cristo Redentor, Grande Muralha da China, Ruínas da Petra e Coliseu de Roma). 

Na cultura em geral

Se a gente pensar na cultura em geral, podemos começar pela astrologia, com 7 astros sagrados e mais 7 constelações que possuem 7 estrelas. Depois, ainda podemos falar sobre as 7 maravilhas do mundo, as 7 notas musicais, os 7 dias da semana, as 7 cores do arco-íris. 

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

E não para por aí, amigos. O período menstrual é dividido em 4 ciclos de 7 dias. Já as sepulturas possuem 7 palmos. No réveillon, a gente tem que pular as 7 ondas. Na Grécia Antiga, haviam 7 sábios e 7 divindades da natureza. 

Já Joana D’arc, antes de morrer na fogueira, citou o nome de Jesus por 7 vezes. 

O número como referência

Devido a todas essas referências que citamos aqui, saiba que no mundo moderno muitas histórias começaram a ser criadas a partir do número 7, como uma espécie de sorte ou de dogma mesmo. Vamos citar alguns exemplos da arte.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, são 7 os livros do Harry Potter, são 7 o número dos Power Rangers, assim como são 7 as esferas do dragão em Dragon Ball. Até uma série que foi criada para o público infantil foi pensada nisso, sendo Os Sete Monstrinhos. 

Curiosidade – e o traço no número 7

Agora, uma curiosidade que você pode ter se perguntado em algum momento da vida: será que devemos usar aquele traço no meio do número 7? Sim. Isso porque há a teoria de que os formatos dos números sejam relacionados a quantidade de ângulos que eles possuem.

O número 7 dá sorte mesmo? Conheça essa história
Foto: (reprodução/internet)

Se isso for verdade, o traço no 7 se torna essencial. Por outro lado, hoje em dia também se recomenda o uso dele para que alunos e pessoas diferenciem a compatibilidade com o número 1, evitando confusões. 

Os números do azar

Por outro lado, se a gente tem o número 7 como de sorte em vários aspectos, saiba que ao redor do mundo existem outros números que podem trazer azar. Na China, o número 4 isolado é próximo da palavra morte (na pronúncia). Então, há um preconceito sobre ele.

Na Itália, o número 17 é ruim e tanto é que quase sempre os italianos escrevem em romano, XVII. Isso porque em um anagrama, a expressão é algo como “vivi”. No Japão, a pronúncia do 9 soa como tortura, por isso, ele é mal. Na Índia, o número do azar é o 26.

ANÚNCIO