O Tempo Passa Rápido, Então Vamos Aproveitar

ANÚNCIO

O tempo verdadeiramente não para!

tempo
Imagem reproduzida

Às vésperas da adolescência ele parece ir lento.  Pra chegar à maioridade, quanta ansiedade, ele anda como um jaboti. Após os 21 anos de idade tentamos de tudo para que ele vá devagar,mas não dá, ele anda em alta velocidade.
Pouco a pouco percebemos quanto ficamos distantes da (o) menina (o) do passado.  Tudo vai mudando, vamos nos tornando vítimas da lei da gravidade, buscamos meios infindáveis de rejuvenescermos ou, melhor, de não envelhecermos;  viramos escravos de cremes milagrosos, e muitos apelam por todas as novidades do mercado: botox, fios de ouro, lipo, plástica, etc…  
Os dias passam rápidos e de repente nos deparamos com uma ruguinha nova.  Ano passado, conversando com uma tia linda que já passou dos sessenta anos, ouvi algo que me fez rir e rever meus conceitos.  Ela operou recentemente de catarata e me disse:  Deninha, titia nunca ficou tão feliz em poder enxergar as inevitáveis ruguinhas!  Só assim mesmo para não rejeitarmos essas indiscretas e indesejáveis marcas do tempo!

físico
Imagem reproduzida

Hoje em dia observamos que quase tudo gira em torno da perfeição física.  As Academias estão lotadas, cirurgiões plásticos cada vez mais ricos, marcas famosas investem cada dia mais em fórmulas mágicas anti-sinais e, culminando a lista, pessoas morrem de bulimia e aneroxia visando simplesmente um corpo perfeito, priorizando o efêmero, tudo em prol da tal felicidade, da busca contínua do amor verdadeiro, como se tudo dependesse de uma massa corpórea ambulante.  
A essência do ser humano perdeu o valor.  

ANÚNCIO

O amor é cego

O amor é cego, mas enxerga muito bem as marcas do destino.  Poucos aqueles que conseguem ver além do seu horizonte, que valorizam o ser mais do que o ter.  
O bom humor dá lugar ao corre-corre diário, deixando as pessoas estressadas e mal educadas.  Lembro-me de um episódio que presenciei dia desses: uma senhora de sessenta anos comentou, festiva: gente, estou me tornando uma mulher sex…deu uma risada e completou: sexagenária!  Achei divertida a indagação, enquanto que outros presentes olharam-na com desdém.  Diante de tanta carranca, pode-se usar os melhores cremes, aplicações constantes de ácidos e anti-rugas que as marcas de expressão se sobressairão.
Antigamente a estética não era tão visada assim, as pessoas eram mais “zen”, a natureza mais equilibrada, buscavam-se outros propósitos.  Talvez por isso a nossa grande inimiga fosse mais sutil, demorava a nos visitar.

Os cremes da vovó

Sinto saudade do perfume dos cremes da vovó, simples e baratos, mas eficientes na ação contra o tempo e contra a lei da gravidade.  
Ouvi uma piada outro dia que conta que uma moça foi ao cirurgião plástico e ” recauchutou-se ” inteira.  Ao sair do hospital, sofreu um acidente e faleceu.  Ao chegar diante de São Pedro, reclamou: Sr, mas justo agora que fiquei perfeita! E ele respondeu: Pois é, filha, você mudou tanto que não a reconhecemos e a trouxemos por engano.
E assim caminha a humanidade.  
Bom mesmo é namorarmos um arqueólogo, como dizia Aghata Christie, assim, quanto mais envelhecemos, mais seremos, por ele, idolatradas!!!

ANÚNCIO