Veja fotos de Jessi Combs, a mulher piloto que morreu para pesquisar um recorde

Jessi Combs entra para o Guinness Book

Veja fotos de Jessi Combs, a mulher piloto que morreu para pesquisar um recorde
Fonte: (reprodução/internet)

Na época do acontecimento, o registro não veio à tona, talvez por não ser o momento certo para fazer a análise da telemetria do veículo. Entretanto, algum tempo depois, foi concluída a análise e então a notícia foi divulgada 10 meses após o acidente: Jessi Combs passou a ser a mulher mais rápida do mundo, atingindo uma velocidade máxima de 885 km/h e uma média de 841,33 km/h.

ANÚNCIO

Esse recorde foi reconhecido por ninguém menos que a mais importante editora mundial, a Guinness Book. Apesar de ser a título póstumo, Jessi Combs conseguiu realizar, de forma trágica, o que desejava a tanto tempo.